terça-feira, 30 de novembro de 2010

TAPETES EM FORMA DE ARTE

Tapete é sempre bom, finaliza e dá aconchego na decoração, quando é em forma de arte ainda é melhor.  
Abaixo, conheça alguns: 

A Berekat Hali é uma marca turca, focada na produção sustentável (grande diferencial da marca), fundada por Celaleddin Vardarsuyu e produz seus modelitos reaproveitando tapetes orientais antigos que seriam descartados e com eles faz mosaicos de retalhos, costurado à mão e depois tingidos naturalmente.


Da família iraniana Zollanvari, atuando no mercado de tapetes orientais desde 1903, em diversos estilos como Gabehs, Kilim e Soumakh, existem os mais variados modelos confeccionados em lã de carneiro, tecidos à mão e tingidos com corantes naturais, proveniente das montanhas Zagros. Peças produzidas por tribos, como era feito há mais de mil anos.


Do arquiteto e designer holandês, radicado na Alemanha, Jürgen Dahlmanns, combina antigos métodos artesanais com cores e materiais contemporâneos. Ele usa os tapetes como suporte para criar obras de arte divertidas, lúdicas e modernas. No seu atêlie Rug Star, em Berlim, ele mistura design, arte e alta costura para desenhar suas coleções. O projeto gráfico de cada peça é desenvolvido na Alemanha e a confecção é feita no Nepal. Os croquis são feitos a mão, como uma pintura e a confecção manual pode demorar até 4 meses. A confecção dos tapetes no Nepal respeita as condições de trabalho e não envolve mulheres e crianças. São as coleções Love Stories, Classic, Walking Fields e Rug Addict. 


Teddy Summer (origem oriental, mas radicado nos EUA), é considerado um dos melhores designers de tapetes (empresa Michaelian & Kohlberg), ganha espaço com modelos contemporâneos das coleções American Primitive e Out Of India, que revelam um lado folk e descontraído. Como resultado nasceu uma nova linguagem de tapetes que valoriza mão-de-obra e matéria-prima orientais com uma leitura ocidental, equilibrando o antigo e o contemporâneo.


Veja a maravilha que é esse tapete "Nepal Silicon", assinado pelo iraniano Behrouz Kolahi 
todo feito à mão no Nepal, em ponto fino com 100% lã tibetana e tingimento natural. Kolahi nasceu no Irã, e vive em Torino (Itália), onde se formou na Faculdade Politécnica. Tem 30 anos de experiência dedicados à arte do desenho e da tecelagem. O artista ganhou reconhecimento internacional com a inserção de seus tapetes no livro Rugs Contemporânea – Arte e Design (Merrel edições).
Pesquisa feita na internet.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

PROJETO PREMIADO - APARTAMENTO COM 46 M2 (NOVA IORQUE - USA)

Pela eficiência e forma como foi reorganizado esse apartamento pouco espaçoso, apenas 46 m², no East Village (Nova York - USA), recebeu do AIA (American Institute of Architects – Instituto Americano de Arquitetos) o prêmio "Pequenos Projetos 2010", categoria "Pequenas Estruturas". Projeto do Jordan Parnass Digital Architecture (JPDA). 
Antes da reforma o apartamento, que é local de trabalho e morada, estava atravancado com brinquedos e peças de arte colecionados pelo proprietário.Com o pouco espaço, a solução foi criar uma caixa revestida de madeira que abriga a cozinha, o closet, e o banheiro, e ainda acomoda uma cama no topo, que tem acesso por escadas que também são gavetas. O restante do apartamento permaneceu com a planta o mais livre possível, e tem gabinetes com acabamento branco brilhante presos às paredes – mais espaço para guardar os objetos do proprietário.
 
Perspectiva em outro ângulo evidencia a disposição do "core". Na primeira porta, o banheiro; sob o dormitório, o closet. A cozinha fica entre os dois.
A idéia do proprietário de que uma grande intervenção era necessária e ficar com o apartamento, mesmo com pouco espaço, foi excelente, já que o East Village é um bairro valorizado (aluguel de um apartamento de dois quartos custa em média US$ 3.300/mês), rico culturalmente e com muitas alternativas de entretenimento (a maior concentração de bares de Manhattan).
Pesquisa feita na internet.

domingo, 28 de novembro de 2010

CURITIBA É ESCOLHIDA A CIDADE MAIS VERDE ENTRE 18 DA AMÉRICA LATINA

Curitiba, capital do Paraná, obteve domingo próximo passado (22 de novembro de 2010), a distinção de metrópole mais verde entre outras 17 da América Latina, segundo estudo sobre meio ambiente apresentado pela empresa alemã Siemens e pela unidade de estudos da revista britânica “The Economist”.

No marco da Cúpula Climática Mundial de Prefeitos (CCLIMA), realizada no México, se apresentou pela primeira vez o Green City Index (GCI) da América Latina, classificando Curitiba, com 1,7 milhão de habitantes, como a única cidade “muito acima” da média quanto a normas ambientais.
Seguida dela, no segundo dos cinco níveis, ficaram outro grupo de cidades como Bogotá, capital da Colômbia; e Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Resultados “aceitáveis” na classificação foram obtidos pela colombiana Medellín, Cidade do México, Puebla e Monterrey, Porto Alegre, Quito e Santiago do Chile, colocadas no terceiro nível.
“Abaixo da média”, o quarto nível em termos ambientais, ficaram Buenos Aires e Montevidéu, enquanto a mexicana Guadalajara e Lima, capital do Peru, estiveram um nível mais abaixo, “muito abaixo” da média, no nível mais baixo.

O novo índice considerou as variáveis de eficiência energética e emissões de dióxido de carbono (CO2), uso do solo e edifícios, tráfego, resíduos, água, situação das águas residuais, qualidade do ar e agenda meio ambiental de Governo.
O GCI pretende se transformar em um indicador que ajude a conscientizar as autoridades municipais sobre as necessidades de desenvolver políticas sustentáveis, explicaram os responsáveis pelo estudo. “A ferramenta permitirá às cidades aprender mais de suas respectivas situações e fomentará a troca sobre estratégias eficazes partindo de uma base objetiva”, disse Pedro Miranda, executivo da Siemens e diretor do estudo.
Segundo Leo Abruzzese, diretor global da Unidade de Inteligência de “The Economist”, “o estudo demonstra que as cidades que seguem uma colocação integral alcançam resultados muito notáveis”.
A metodologia do GCI foi empregada pela primeira vez com cidades europeias há um ano em outro estudo apresentado pela Siemens e “The Economist” com o apoio da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Banco Mundial (BM).
Aquela vez se tornou público o resultado em Copenhague dentro da 15ª Conferência das Partes da ONU sobre a Mudança Climática realizada em dezembro de 2009.

UM POEMA PARA COMEÇAR A SEMANA:

“Lutei para alcançar meu espaço. 
Conquistado, 
o espaço anulou-me.
E agora?” 
(Adélia Woellner, Avesso meu, 1990, p. 12)
 Adélia Maria Woellner - Nasceu em Curitiba (Paraná - Brasil), formada em Direito (professora de Direito Penal na Pontifícia Universidade Católica do Paraná), escritora e ensaísta. Faz parte de várias academias, entre elas, a Academia Paranaense de Letras, Academia Internacional de Letras da Inglaterra (Grafton Road, London, England). Recebeu vários prêmios literários e homenagens Publicou diversas obras (Balada do Amor que se foi; Avesso meu; Infinito em mim, entre outros.

sábado, 27 de novembro de 2010

ARQUITETANDO COM THELMA - COLORINDO OS AMBIENTES

PERGUNTA POR E-MAIL DE GEORGINA SANCHES:
" - Adoro ambientes coloridos, cheios de vida e energia. Tenho quatro filhos (dois com 4, 6 e 8), moramos numa casa relativamente grande, envie algumas sugestões... Mil beijos... -"
RESPOSTA:
  " - Menina corajosa você, ter tantos filhos nos dias atuais não deve ser tarefa nada fácil. Mas, é bom ter família grande e unida. Segue abaixo algumas sugestões para a turma e para você ser mais feliz. Boa sorte!
 






















  Pesquisa feita na internet.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

ESSE ANO VAMOS ALUGAR A NOSSA ÁRVORE DE NATAL?!!

Que tal alugarmos esse ano a nossa árvore de natal?!! Pois é, a idéia é do arquiteto Scott Martin que fundou a  empresa "The Living Christmas Company" (Los Angeles - USA), alugando temporariamente árvores de natal (seria tão bom que a idéia pegasse por aqui). 

Como funciona: você aluga a árvore de natal, eles entregam na sua casa, depois do prazo determinado eles pegam a árvore na sua casa e a replantam. Nada de árvores de plástico ou comprar plantas que depois irão para o lixo por falta de cuidados.

As árvores são de vários preços e tamanhos, a entrega é feita por caminhões que rodam com biodiesel. Você pode ainda adotar uma árvore e passar todos os natais com a mesma árvore e acompanhar o seu crescimento.
 http://www.springwise.com/eco_sustainability/livingchristmas/

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

DESIGNER RACHEL HOSHINO E SUAS PEÇAS EM PORCELANA

Veja abaixo alguns dos trabalhos da designer  brasileira Rachel Hoshino com seus traços inconfundíveis nos objetos de porcelana com seus desenhos de formas delicadas.



Faz um mix cultural harmônico com seus traços e temas (japonesa por parte de pai e européia por parte de mãe).
Nas peças de porcelana branca, trás a alegria dos bichos soltos, tanto na xicara como no prato, estimulam a imaginação e o olhar.



 
www.rachelhoshino.com

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

PRÉDIO GIRATÓRIO EM DUBAI (EMIRADOS ARABES)

Assista ao clip, prédio giratório em Dubai com 80 andares:
video
http://www.youtube.com/watch?v=OcTGmHAhH8U&NR=1

terça-feira, 23 de novembro de 2010

ALMOFADA CONTROLE REMOTO (PILLOW REMOTE CONTROL)

Se você vive perdendo o controle remoto da televisão entre as almofadas no sofá da sala, chegou ao mercado por U$ 30 a "Pillow Remote Control", uma almofada da marca norte-americana "Brookstone". Com botões para aumentar o volume, trocar de canal e realizar as outras funções do televisor. Tem banco de dados com códigos que podem substituir cerca de 500 controles remotos diferentes. Quando o dispositivo fica inativo por 60 segundos, ele é bloqueado, para que o usuário não pressione algum botão por acidente, ao apoiar a cabeça na almofada.
 
 http://www.brookstone.com/

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

TRANSPORTE DE MASSA - METRO EM DUBAI

Existe um enorme estigma social em tomar um ônibus, o que explica que o sistema de ônibus existente praticamente em todo o mundo é usado por pessoas que não têm outras opções viáveis de locomoção. O transporte público de massa é um grande equalizador social. Todas as vêzes que viajo pelo mundo afora, faço questão de ser uma usuária do metrô, que para mim é uma experiência multicultural, onde sou mais uma na multidão quando tento ir do ponto A ao B. A beleza da coisa é que ao embarcar no vagão, vemos pessoas de todas as idades e origens, podemos ficar ao lado de um "emo-teen" como diz minha filha ou de uma mãe amamentando um bebê. 
 
O metrô de Dubai começou a ser planejado quando a cidade estava no topo do mundo, aclamada como a Las Vegas do Oriente e chocando o mundo com a ostentação, com as ilhas artificiais em forma de palmeira e a mais alto torre do mundo (Burj Dubai). Agora em meio a uma recessão económica o metrô de Dubai está funcionando como agente catalizador, transportando sheiks e operários no mesmo espaço.

 
O metrô de Dubai composto de: Linha Vermelha; Quatro linhas de futuro em construção e uma rede de ônibus alimentador. Quando todas as linhas estiverem concluídas, o metrô de Dubai terá a maior rede do mundo. 
O metrô (trecho da foto 2) é composto por cinco zonas de viagem e os bilhetes são baseados na distância que se viaja, variando no preço de aproximadamente U$ 0,24 a U$ 3,55 (com descontos para estudantes / idosos e crianças). Existe quatro tipos diferentes de tarifa: Gold (acesso, recarregável para Classe Ouro Pousadas);  Silver (recarregável); Blue (mesmo que de prata, mas personalizado com a foto do usuário) e Vermelho (recarregáveis até 10 viagens).
Dubai, como toda grande metropole tem enormes congestionamentos devido ao grande volume de carros que viajam da cidade para Jabel Ali Free Zone (principal área industrial) e uma rede deficitária de ônibus. Ao planejarem a cidade com seus shoppings e prédios espetaculares, deixaram uma infra-estrutura sofrivel de transporte como uma mera reflexão para o futuro. O metrô é a luz no fim do túnel.
Muitas das estações estão localizadas perto dos centros populares de Dubai.











As estações são elegante e futurista e os trens são compactos com uma velocidade máxima de 90 km / hr.


 Pesquisa feita na internet.

domingo, 21 de novembro de 2010

IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DE BROTAS - SALVADOR / BAHIA (BRASIL)

A Igreja Matriz de Nossa Senhora de Brotas situada no bairro de Brotas, à Av. D. João VI, n° 423 - Salvador - Bahia (Brasil). Possui na frente da fachada duas palmeiras imperiais que dão um toque especial.
Igreja paroquial de corredores laterais, possuindo galilé. As torres não foram concluídas. Além do altar-mor, possui dois no ângulo do arco cruzeiro e mais dois laterais. As imagens mais importantes da igreja foram transferidas para a Matriz de Nazaré.

Planta típica das igrejas matrizes e de irmandade do começo do século XVIII, formada por nave retangular com corredores laterais, superpostos por tribunas. Esta planta é um desenvolvimento natural do partido em "T", frequente no século XVII.
Apresenta uma galilé com três arcos, superposta por coro, elemento frequente nas igrejas beneditinas e franciscanas, geralmente acompanhada de torre recuada, mas bastante rara em igrejas matrizes ou de irmandade. Sua fachada é rococó tardia. O interior exibe altares neo-clássicos.

Pesquisa na internet.

RELEMBRANDO NESSA SEMANA RAQUEL DE QUEIROZ

"Doer, dói sempre. Só não dói depois de morto. Porque a vida toda é um doer."
("Dôra, Doralina: romance" - Página 3, de Rachel de Queiroz - Publicado por José Olympio, 1984 - 259 páginas)
Rachel de Queiroz (Fortaleza 1910 - Rio de Janeiro 2003), jornalista, teatróloga, e  é considerada um das mais maiores escritoras brasileiras. Primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras, teria feito 100 anos de existência, se viva fosse, em 04 de novembro passado.
Pesquisa feita na internet.

sábado, 20 de novembro de 2010

ARQUITETANDO COM THELMA - DECORAÇÃO QUARTO DE MENINA

PERGUNTA POR E-MAIL DE JOANNA D'ARC:
" - Tenho uma única filha que esta atualmente com oito aninhos, acabei de comprar um apartamento maior e finalmente ela vai poder ter um quarto só pra ela. Queria algumas idéias. Obrigado. - "
RESPOSTA:

" - Que coincidência também tenho uma única filha. Para decorar o quarto da sua menina se reuna com ela e escolham um tema, a cor preferida. A partir daí pesquise  preço  (para não extrapolar seu orçamento), e siga em frente com as dimensões do quarto, para assim comprar os movéis e tudo mais nas dimensões certas paça  o espaço. Mas, nunca esqueça que o quarto é um dos ambientes mais importantes da casa, seja de quem for, pois ficamos nele mais de um terço da nossa vida nele (dormindo!). Abaixo coloco algumas fotos para lhe iluminar. Boa sorte.- "
        












PESQUISA FEITA NA INTERNET.